Minha Carreira | O fim e o começo - por Marcelo Veras

Artigo

16 Dezembro, 2019

"Todo fim determina um começo"  

No início de 2010 comecei esta jornada que hoje se encerra. Escrever semanalmente sobre planejamento de carreira e desenvolvimento de competências passou a fazer parte da minha rotina. Quando o compromisso foi assumido ainda não tinha muita noção do que ele representava. No início, achei que poderia parar a qualquer momento. Mas não. Com o passar do tempo fui percebendo que aquela "aventura" ia durar um tempo. E lá se vão quase uma década e 450 artigos (ou crônicas, como alguns definem os textos) escritos e publicados em jornais, blogs, sites e nem sei mais aonde. Comecei no início da década e encerro a jornada no final dela. Este é o último, pelo menos neste formato.

A partir de 2020 começo uma nova jornada, até porque nem me passa pela cabeça, pelo menos enquanto tiver saúde e o que compartilhar, parar de produzir conteúdos sobre o tema. A nova jornada será em um formato que curto muito e que tem ganhado espaço na disseminação de conteúdos - o podcast. Neste formato conseguirei fazer algo que aqui, com a limitação de 3.500 caracteres (1 página), não foi possível - aprofundar um pouco mais sobre o tema tratado. Ainda não sei ao certo o formato ideal, mas creio que cada podcast deverá ter entre 10 e 15 minutos de duração. Confesso que ainda estou inseguro e com frio na barriga em relação a este novo formato. Como nunca fiz isso, não sei como vai ser e se vou conseguir, mas garanto que vou tentar com afinco.

Aproveitando o novo formato, decidi também trabalhar dois outros temas que amo bastante mas que não cabiam sempre em uma coluna sobre carreira - Educação e Negócios. Portanto terei 3 canais de podcasts, que se chamarão: "Nossa carreira", "Nossa Educação" e "Nossos Negócios". Pois é, saio de um para três grupos de conteúdos. Vamos ver se seguro a onda!

Não poderia me despedir desta jornada sem agradecer a todos os que, direta ou indiretamente, me acompanharam. Nem me atrevo a listar nomes porque, com certeza, esqueceria alguém. Mas quero, especialmente, agradecer às críticas que recebi. Embora tenham sido poucas, sempre as valorizei muito, refleti sobre elas e busquei melhorar o meu desempenho. Elogios são ótimos, mas críticas produzem resultados melhores.

Nestas 450 semanas compartilhei tudo o que fui aprendendo, pesquisando e descobrindo sobre a gestão da nossa carreira. Os textos fizeram nascer dois livros e incontáveis aulas e palestras sobre o tema. Hoje posso dizer que tenho algumas convicções sobre o tema e que descobri algumas verdades universais sobre como uma carreira de sucesso pode ser trilhada. Autoconhecimento, foco e dedicação talvez resumam os ingredientes principais da conversa. Eles temperaram quase todos os textos e todas as dicas que dei. Não tenho mais dúvidas de que as relações de causa e efeito são mandatórias e que o acaso, a sorte ou o destino, se é que existem, contam menos de 5% na conversa. Após ter me debruçado, seja nas entrevistas que fiz, seja nos estudos que li sobre o tema, sobre os bastidores de histórias de sucesso na carreira, fica muito claro que podemos sim, mesmo que as variáveis que não controlamos joguem contra, agir com foco e determinação para fazer com que as coisas aconteçam e as portas se abram para nós. Aprendi também que, quanto maior o nosso amor pelo que fazemos, maior são as nossas chances de sucesso.

Pois bem, neste último parágrafo dessa minha jornada, só tenho uma coisa a dizer: Muito obrigado! Nos "vemos" em breve nos agregadores de podcasts!

Chat